Passeios

2º Encontro MTB de Itapagipe

em

Há algum tempo eu e meu amigo Ilsinho vinhamos conversando de fazer um pedal em Itapagipe com o pessoal da Equipe Pedivela. O Ilsinho já tinha feito um pedal lá e me disse que o pessoal era gente boa e o terreno era bem diferente do que a gente está acostumado aqui, com mais subidas, descidas e paisagens bacanas. Então chegou a notícia que eles estavam organizando um passeio beneficente. Essa seria a oportunidade de conhecer o local e ainda poder ajudar quem precisa. De maneira nenhuma a gente iria perder esse encontro.

Saímos cedo de Nova Granada e fomos encontrar o pessoal no trevo da cidade de Fronteira, seguimos para Itapagipe e fomos tomar um café da manhã servido pela organização. Nos preparamos para pedalar, fizemos algumas fotos e saímos para o passeio. Atravessamos a cidade e entramos para as estradas de terra. A época é de chuva na região, então a estrada estava com a terra bem batida e com alguns pontos de barro também. Inclusive o dia estava nublado, o que é bom pra gente, já que o sol é muito desgastante e incomoda em qualquer percurso. Um carro de apoio com água acompanhou todos caso houvesse necessidade de encher as caramanholas ou prestar algum socorro.

Apesar de morarmos próximos de Itapagipe, o lugar é muito diferente de onde a gente está acostumado aqui em São Paulo, lembrando que a cidade de Itapagipe está localizada no estado de Minas Gerais. As subidas são muito mais longas e íngremes e as descidas acompanham esse mesmo diferencial. Grande parte do piso é de uma terra mais argilosa, que gruda mais no pneu da bike. Já em outras partes passamos por lugares com bastantes pedra solta e um piso mais firme, porém todo trincado. Vimos muito mais pasto do que cana, inclusive passamos por uma situação fora do comum nos passeios. Depois que enfrentamos algumas subidas, pegamos um trecho de reta e conseguimos ganhar velocidade. Uma vaca que estava andando calmamente pela estrada se assustou com a gente e saiu correndo. Ela foi tentar passar por uma cerca de arame liso, mas não conseguiu pular se enroscou com duas das patas no arame que torceu com o seu peso. Paramos para tentar tirar a vaca do enrosco. Com a ajuda de um canivete meu, que até hoje só tinha me servido para descascar cana, conseguimos soltar um dos arames da cerca depois de uns 15 minutos de várias outras tentativas. A hora que essa vaca levantou saiu em disparada pela estrada e quem estava no caminho teve que pedalar rápido pra vaca não passar por cima. O problema é que dois deles estavam próximos da vaca e não conseguiram tomar uma distância muito rápido. A hora que a vaca chegou ao lado de um deles, esse resolveu frear pra vaca passar, mas ele freou brusco demais e acabou capotando. A vaca passou e mirou no outro que começou a pedalar com o corpo no guidão pra vaca não bater nele. Até que ele conseguiu pegar uma distância e a vaca entrou em uma pequena trilha de acesso a uma propriedade. Ainda bem que ninguém se machucou, isso deu pra gente a possibilidade de rir muito, muito mesmo. De volta à cidade fomos almoçar e esperar o sorteio dos brindes.

O total do dinheiro arrecadado foi de R$ 6000.00, revertido para o abrigo Jerônimo de Paula Assunção. A turma dos Heróis do Pedal, como sempre colaborando de todas as formas, doaram três camisetas para fazer um leilão para a entidade. Eu também disponibilizei uma camisa de pedalar do Andando de Bike que rendeu para o abrigo R$ 330,00 (trezentos e trinta reais). Isso me deixou muito feliz e satisfeito em participar desse passeio e me deixa claro que estou tomando as decisões certas.

Um super parabéns para a turma Os Pedivela. A galera é muito bacana e vem fazendo a parte deles na sociedade colaborando com quem precisa e usando a bicicleta como um instrumento social e de ajuda ao próximo. Parabéns também a todos os apoiadores e patrocinadores do evento. A participação dessas pessoas é muito importante para a realização de um passeio como esse. E pra finalizar, um parabéns a todos os 120 ciclistas e todas as 17 turmas de bike que disponibilizaram um pouco do seu tempo e se deslocaram de suas cidades para pedalar em caridade a quem eles nem mesmo conhecem. Não precisamos fazer muito para ajudar quem precisa. A presença de cada um pedalando foi o suficiente e bem vinda.

Abraços e boas pedaladas.

 

 

Sobre andandodebike

Olá, meu nome é Mauricio Gouveia, sou ciclista e fotógrafo e nesse Blog vou contar um pouco pra vocês sobre os lugares que eu pedalo e, dessa forma, quem quiser pedalar nesses lugares terá um pouco de informação de como chegar, por onde começar, distancias, dificuldades e outros detalhes. Ajudem a compartilhar e divulgar esse Blog pra que mais pessoas aproveitem as dicas e peguem suas bikes pra fazer essas pedaladas que são muito bacanas e faz muito bem pra vida. Espero que gostem e por favor comentem e deixem recados pra me ajudarem a construir um lugar interessante de informações pra quem quer se divertir de bicicleta. Abraços. Mauricio Gouveia

Recommended for you

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *