Passeios

Água Santa – A fé na água que cura

em

As quatro e quinze da manhã meu telefone começa a receber mensagens de “Bom dia” e “Vamos acordar galera” pelo WhatsApp. Poxa, eu tinha arrumado todas minhas coisa no dia anterior e colocado o relógio pra despertar as quinze pras cinco, eram mais trinta minutos de sono. Quer saber, vou tentar dormir mais um pouco. Diminui o som do celular e tentei cochilar novamente. Sem chance, não consegui mais. Então, bora levantar e rumar para Icem com a galera pra fazer o pedal até Água Santa, distrito da cidade de Frutal.

Água Santa é uma pequena vila do município de Frutal em Minas Gerais onde todo dia de Nossa Senhora acontece uma romaria na busca pela cura em suas águas. Tudo isso começou com uma mulher conhecida como Dona Maria. Há muitos anos, Dona Maria, em seus momentos de angustia pessoal, deixava sua casa e saia para o mato do cerrado da região, sem destino e em busca de aliviar sua dor. Certa vez um de seus irmãos a seguiu e a encontrou sentada próxima a uma bica d’água, perguntou pra ela o que estava acontecendo e Dona Maria disse que aquela água era santa.

Na época, a jovem moça, ao chegar na bica começou a ouvir diversos sons rodeando sua cabeça como se fossem abelhas voando em um enxame. Logo, ela lavou-se com a água do local e tudo aquilo que ela estava sentindo tinha desaparecido. Nesse instante a imagem de Nossa Senhora havia aparecido pra ela cercada por uma luz forte e com seu grande manto azul. Dona Maria ficou sentada lá por alguns instantes e prometeu que ali ela iria construir uma igreja. De fato ninguém acreditava nisso, já que o local era um brejo. Dona Maria demarcou o espaço e pra surpresa de todos a igreja foi construída e segue firme no lugar desde 1963.

Para se chegar em Água Santa você tem o acesso pela BR-153 no trevo que segue para a cidade de Itapagipe. Entrando nesse trevo você anda por cerca de setecentos metros e segue a direita por uma estrada de terra. Por essa estrada você anda por treze quilômetros até a igreja. O local é formado por um cruzeiro, uma pequena gruta com a imagem de Nossa Senhora e pelo lugarl onde os romeiros retiram o barro para passar no corpo na busca pela cura de seus problemas. Além, é claro, da igreja e da bica d’água.

Estima-se que no ano de 2013 mais de 20 mil pessoas visitaram o local no dia de Nossa Senhora. Alguns viajam de ônibus e carro, porém muitos deles seguem a pé para cumprir suas promessas ou mesmo para agradecer suas conquistas. A Polícia Rodoviária Federal faz o patrulhamento noturno do local para a segurança dos romeiros e diversos voluntários ajudam as pessoas com água e comida.

Eu e a turma saímos as cinco da manhã de Nova Granada e paramos no posto 18, as margens da BR, para tomar o café da manhã. Depois seguimos para Icem onde nos encontramos com nosso amigo Ilsinho para iniciarmos o pedal. Saímos de Icem e seguimos pela BR-153 até o trevo de Itapagipe conforme mencionado acima. A estrada de terra judiou um pouco da gente. Além dos carros e ônibus passando com o visitantes do lugar e levantando uma poeira enorme, muitas costeletas de vaca fizeram as bikes pular sem parar. Chegando em Água Santa encontramos uma outra turma de bike que também tinham saído de Icem, porém as quatro da manhã. Conversamos um pouco nós despedimos e seguimos rumos a igreja. A hora que a gente avistou o lugar ficamos todos de boca aberta. Era muita gente. Paramos para tomar uma Coca Cola e decidimos que não iriamos até a igreja. Não havia lugar para deixar as bicicletas e passar com elas por aquela galera seria complicado. Mas eu não estava satisfeito. Na verdade eu estava muito curioso para entrar ali e descer até a igreja para conhece-la e ver as pessoas em busca de suas fé. Virei para um dos companheiros de pedal e falei que estava afim de me enfiar naquela multidão. Na hora ele topou e ainda conseguimos arrastar mais dois com a gente. Os outros três foram esperar no pequeno trevo de acesso do lugar.

Foi muito legal ter tomado essa decisão. As pessoas fazem um fila enorme pra poderem entrar na igreja, pegam água para beber e se lavar, passam barro no corpo para tirarem dores, alergias e qualquer outro mal que as afligem. A fé que todos tem pelo lugar é surpreendente. Há relatos de várias histórias de cura pelas pessoas que vão até lá. E eu acho que o grande diferencial é mesmo esse, a fé na água que cura. Com certeza essas pessoas recebem alguma benção. A devoção é enorme.

Mas acredito que nem todos estão lá por isso. A quantidade de ambulantes vendendo de tudo que se possa imaginar é surpreendente. Desde de imagens de Nossa Senhora até produtos eletrônicos as pessoas vendem. Barracas de alimentação são várias. E até uma barraca de tiro ao alvo montaram para quem quiser brincar. Tudo, é claro, mediante ao pagamento pelo preço que pedem. Não tem nada de graça. Até relatos de roubos de celulares a gente ouviu por parte de alguns policiais. Lamentável!

Voltamos em um ritmo legal de pedal. Paramos para almoçar em um lugar chamado Hawai lanches na BR e comemos um self-service a vontade por R$ 14,00. Difícil foi continuar o pedal no mesmo ritmo depois da pratada. Mas valeu a pena.

Uma coisa é fato. Todos esses passeios valem a pena e eu acabo vendo e aprendendo coisas muito interessantes. E isso me motiva a querer realizar mais passeios desses seja onde for. E isso é uma das coisa que me deixa feliz.

Abraços e boas pedaladas.

Sobre andandodebike

Olá, meu nome é Mauricio Gouveia, sou ciclista e fotógrafo e nesse Blog vou contar um pouco pra vocês sobre os lugares que eu pedalo e, dessa forma, quem quiser pedalar nesses lugares terá um pouco de informação de como chegar, por onde começar, distancias, dificuldades e outros detalhes. Ajudem a compartilhar e divulgar esse Blog pra que mais pessoas aproveitem as dicas e peguem suas bikes pra fazer essas pedaladas que são muito bacanas e faz muito bem pra vida. Espero que gostem e por favor comentem e deixem recados pra me ajudarem a construir um lugar interessante de informações pra quem quer se divertir de bicicleta. Abraços. Mauricio Gouveia

Recommended for you

1 Comment

  1. Nelson

    17 de outubro de 2015 at 12:30

    Showde de matéria Maurício, Parabéns !!!!!!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *